Gálatas 5

08/04/2014

Vocês são livres, Cristo os libertou. Permaneçam firmes e não deixe que normas impostas por homens venham de novo aprisionar vocês.

Manos, quem está dizendo estas coisas para vocês sou eu, Paulo, portanto se você quer passar a faca no seu prepúcio, vai em frente maluco. De Cristo vocês não vão tirar nenhum proveito por isso. Mas se o cabra é macho o suficiente para deixar que outro passe a faca, que viva então toda as consequências disso. No Entanto quero deixar claro que se vocês adotaram este tipo de vida, escolheram então não querer viver da graça, que vivam em desgraça. Porque em Cristo, só tem valor a fé que é operada pelo Amor.

Caras, não consigo entender mesmo. Vocês tinham uma vida cristã coerente e cheia de vitórias, mas de repente vocês se tornaram tão religiosos. Quem foi que inventou isso? Quem foi que influenciou vocês? Eu acho que esta história não vai dar liga, e que no final vocês continuarão a crer naquilo que eu preguei para vocês nas minhas visitas. Agora, para quem está precipitando nas suas decisões, que tome cuidado o castigo vem a galope. Há quem diga que eu é que prego sobre a Lei em outros lugares, mas não é verdade, basta ver os motivos das minhas prisões. Na boa, o que eu quero é que estes caras que estão ensinando estas bobagens sejam capados, não querem tirar uma pelezinha? Que tirem tudo até no talo.

Eu tenho dito sobre a liberdade, mas cuidado para não transformar a liberdade em libertinagem. Usem isso para poderem servir uns aos outros. Até porque a Lei, que tantos aí desejam seguir cegamente, se resume em amar uns aos outros como amariam a si mesmos. A questão é que o bicho está pegando entre vocês ao ponto de alguns desejarem acabar literalmente com outro. Este tipo de sentimento só irá prejudicar a convivência de vocês, não irá sobrar muita coisa se vocês estiverem com este espírito de Hannibal.


Este tipo de comportamento é típico de quem vive segundo seus próprios desejos. A solução? Parem de andar segundo seus próprios desejos e andem segundo o desejo do Espírito Santo.

A sua vontade mano, luta de forma automática contra a vontade do Espírito Santo. Os dois não se dão mesmo. Não existe uma terceira opção para medir o seu comportamento e nem as suas escolhas: ou você faz seguindo as suas próprias ideias e desejos ou faz aquilo que o Espírito desejou. E mesmo que alguém ao menos pense na Lei como instrumento de auxílio para não fazer o que quer, eu aviso logo que os que obedecem ao Espírito Santo não estão debaixo da Lei.

Manos é evidente que as obras da sua própria vontade estão todas ligadas à relação sexual ilícita, indecência, idolatria, ocultismo, explosão de ira, disputas inúteis, ambições egoístas, intrigas, dissensões, e embriaguez, putarias e afins. Os que se deixam ser conduzidos por este tipo de vida não herdarão o Reino de Deus.

Só que o fruto do Espírito Santo, produz fruto de relacionamento. O fruto é amar, alegrar-se, ter paciência, fazer o bem, ser bom, ser fiel aos outros, ser manso se controlar.

E não é difícil por em prática, pois sendo filhos e filhas de Deus os desejos próprios já foram mortos. A ideia é que se já vivemos pelo Espírito, também tenhamos uma vida prática nele. Mas manos, vamos com calma porque não é para ficar dando mole como se você fosse o “cara” e nem dá para ficar de olho gordo no irmão.

Guilherme Burjack - burjack@gmail.com

COMPARTILHE: